2 ago

Fique por dentro dos destaques da nossa reunião plenária de julho

Nossa reunião que ocorreu no dia 8 de julho, na sede da CDL-BH, teve início com os informes gerais. Entre eles, Marcelo Wanderley destacou a premiação dos queijos mineiros no Mondial du Fromage na França, foram 50 medalhas para produções de Minas Gerais, um excelente resultado para os produtores do nosso estado.

Na primeira apresentação, Flávio Dornas e Lucas Brandão, que ocupam cadeira de cultura alimentar e gastronomia do Conselho Municipal de Política Cultural (COMUC), convidaram os presentes para o fórum de cultura alimentar e gastronomia realizado pelo conselho. Na ocasião o foco era o fórum do mês de julho, mas o evento acontece mensalmente, em centros culturais de regiões diferentes da capital.O objetivo do fórum é discutir e elaborar recomendações relativas ao setor, por isso é tão importante a presença de pessoas envolvidas com a gastronomia.. Lucas ainda destacou que uma das principais dificuldades é mapear onde agir, já que a cadeira da gastronomia é nova no conselho. Desse modo, é fundamental aumentar a participação dos membros da FGM nesses fóruns, a fim de fomentar as ações para o setor.

Clarice Libânio, do IEPHA, expôs que o tema das festividades em comemoração ao do dia do patrimônio deste ano é “Cozinha e Patrimônio”. A programação conta com mesas redondas, rodas de conversa, oficinas, feiras, intervenções urbanas e exposições. O evento ocorre entre os dias 13 e 17 de agosto na praça da liberdade.

A terceira apresentação trouxe como foco o Festival do Queijo Minas Artesanal, um evento da FAEMG que ocorreu de 27 e 28 de julho na Serraria Souza Pinto. Segundo Wallisson Lara, o queijo minas artesanal de leite cru, que tem uma forma de ser feito exclusivamente mineiro, é “reconhecido mundialmente, mas muitos mineiros ainda não conhecem”. Ele destacou ainda que o festival é uma oportunidade para estarmos próximos aos produtores. A programação contou ainda com chefs que fizeram pratos com queijos. 

Em sua fala, Marina Simião, tratou do turismo criativo, formato em que as pessoas vivem experiências para desenvolver o seu potencial criativo no local onde estão, tendo como base a cocriação e a relação com a comunidade local. O interesse em atividades desse tipo demonstram uma mudança no comportamento do turista e todos devemos nos atentar a esse tipo de mudança em um setor tão fundamental.

A rota gastronômica do caraça foi o tema da apresentação do Márcio Mól. A proposta tem como objetivo o resgate e a preservação de hábitos e técnicas alimentares dos primórdios da culinária caracense. Em um roteiro guiado de 2h, o visitante pode conhecer o processo de produção de queijos, vinhos, doces e quitandas, além de degustá-los.

Por último, Naomi Gimenes, do aplicativo Dinneer, contou sobre o funcionamento dessa ferramenta em que pessoas interessadas em oferecer jantares podem divulgar para pessoas que querem viver essa experiência gastronômica intimista. Segundo Naomi, o Dinneer tem anfitriões cadastrados no mundo inteiro.

Ao final da reunião os presentes puderam degustar doces Serra Negra e um prato preparado pela Valdelícia, em comemoração à semana da gastronomia mineira.