8 maio

BH É CANDIDATA A CIDADE CRIATIVA DA GASTRONOMIA PELA UNESCO

A capital de Minas Gerais foi lançada oficialmente como candidata a Rede de Cidades Criativas da UNESCO pela Gastronomia no edital publicado no dia 03 de abril. Antes disso, BH já concorreu com outras 23 cidades, estando entre as 15 que receberão assessoria da Secretaria Especial de Cultura, que integra o Ministério da Cidadania. Belo Horizonte ocupou o 5º lugar geral e teve a melhor nota no segmento gastronomia.

As chances para a conquista do título são grandes. A Prefeitura de Belo Horizonte está a frente da articulação da candidatura para oficialmente integrar a REDE das Cidades Criativas, junto à UNESCO.

No último dia 29 de abril, aconteceu na sede da Prefeitura de Belo Horizonte o “Encontro Belo Horizonte Cidade Criativa da Gastronomia” para tratar a candidatura. Estiveram presentes no evento vários representantes da cadeia produtiva da gastronomia e de segmentos que dialogam com a Rede de Cidades Criativas da Unesco. O encontro colabora para expandir a participação externa nos grupos de trabalho e para a criação do dossiê que será entregue à UNESCO.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Beato, destacou que a gastronomia de Belo Horizonte e Minas Gerais precisa ser conhecida pelo mundo. Logo após, a gerente de Marketing da Belotur, Ana Gabriela Baêta, apresentou o planejamento da candidatura para os presentes.

 

Belo Horizonte: vitrine gastronômica

Belo Horizonte é considerada a principal vitrine gastronômica do estado de Minas Gerais e usa essa ferramenta fundamental para atrair turistas e movimentar a economia do estado.

Entre os dias 09 e 16 de maio, serão realizadas oficinas a fim de construir o dossiê que será entregue à UNESCO para confirmar a participação de Belo Horizonte a candidatura.

O presidente da Belotur, Gilberto Castro afirma que: “fruto desta vocação é o empenho permanente da cidade em consolidar um amplo e abrangente programa de ações públicas, em parceria com a cadeia produtiva, que abarca a gastronomia e a cultura alimentar como eixo central de uma agenda de desenvolvimento urbano e sustentável, promovendo o fortalecimento deste segmento no contexto da economia criativa.”

Ainda segundo Castro, Belo Horizonte é cidade síntese dos sabores e saberes mineiros, esbanjando criatividade e talento gastronômico, valorizando os ingredientes regionais, que podem ser experimentados nos tradicionais botecos, restaurantes especializados e nos mais diversos festivais e eventos gastronômicos que fazem parte de seu cotidiano.

A FGM destaca a importância do engajamento de todos em apoio à candidatura, já que esse título será um grande reconhecimento.