Cachaça, vinho e cerveja artesanal entram no Simples e oferta pode aumentar

Com as mudanças no Supersimples (regime de tributação diferenciado para pequenos negócios) aprovadas na última terça-feira (4) pela Câmara dos Deputados, as microcervejarias, pequenas destilarias, vinícolas e produtoras de licores ganham a possibilidade de aderir ao sistema. O texto ainda precisa ser sancionado pelo presidente Michel Temer para começar a valer a partir de 2018.