Durante o encontro, governador Fernando Pimentel parabenizou a formação da Frente e destacou a importância da gastronomia para a economia do Estado.

Integrantes da Frente da Gastronomia Mineira foram recebidos pelo Governador Fernando Pimentel na última terça-feira (23/2), no Palácio da Liberdade. Setores representativos da gastronomia agradeceram a sanção da Lei nº 21.936/15 e informaram sobre o trabalho colaborativo executado pela FGM.

“A tendência é o fortalecimento do trabalho em rede. Resultados positivos já estão sendo colhidos, o que demonstra a importância de mantermos a união de esforços”, frisou o coordenador da FGM, deputado Agostinho Patrus Filho. Segundo ele, “ser recebido pelo Governador do Estado é sinal de prestígio e também do reconhecimento de que a Frente é, hoje, uma instância de interlocução para assuntos da gastronomia de Minas”.

Pimentel manifestou o apoio do Governo de Minas às ações que estão sendo realizadas pela Frente, destacando a expressiva participação do setor gastronômico na economia do Estado. Ao final, foi oferecido almoço aos convidados com pratos da culinária mineira.

Também participaram do encontro outras autoridades governamentais como o  secretário de Governo, Odair Cunha, de Planejamento, Helvécio Magalhães, de Cultura, Ângelo Oswaldo, de Turismo, Mário Henrique Silva, o presidente da CODEMIG, Marco Antônio Castello Branco, a presidente do INDI, Cristiane Serpa e o secretário-geral da Governadoria, Eduardo Serrano.

Representaram a Frente da Gastronomia, além do coordenador Agostinho Patrus Filho, a ABRASEL/MG, Associação Mineira de Gastronomia – AmiGa, BH Convention & Business Bureau, Centro Universitário – UNA, Comida di Buteco, Festival Fartura de Gastronomia, MW Negócios e Eventos, Restaurante Dona Lucinha, Santuário do Caraça, Sebrae/MG, Sindbebidas/MG, SindBufê e Territórios Gastronômicos. Os membros da Frente presentearam o governador com uma dólmã de cozinheiro, com a logomarca da Frente.

            Lei nº 21.936/15

            Sancionada em dezembro de 2015, a lei institui a Política Estadual de Desenvolvimento da Gastronomia – PDG, além fornecer diretrizes para a elaboração do Plano Estadual de Desenvolvimento da Gastronomia – PEDG. A expectativa é de que o Plano contenha o planejamento das ações, os órgãos responsáveis, bem como o orçamento e cronograma de execução.

Veja outras fotos do encontro na Galeria de Imagens