Pacto da Gastronomia Mineira pela Sustentabilidade

Pacto pela Sustentabilidade-1A FGM lançou o Pacto da Gastronomia Mineira pela Sustentabilidade no dia 6 de julho de 2016. A ação consiste no engajamento do setor gastronômico de Minas Gerais no esforço pela implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, adotados pelos Estados-Membros da Organização das Nações Unidas, no final de 2015.

A sustentabilidade está na ordem do dia em todas as atividades sociais. É inconcebível a desvinculação de qualquer segmento com as preocupações inerentes ao futuro das próximas gerações. O momento é de inflexão no atual modelo planetário de desenvolvimento, que compromete a manutenção das diversas formas de vida, inclusive a humana. Neste contexto, a gastronomia, com sua cadeia de valor extensa e diversa, tem muito a contribuir.

O Pacto nasceu da construção conjunta dos participantes da Frente da Gastronomia Mineira. Desde o início do ano, instituições governamentais, entidades da sociedade civil, do setor privado, da academia e da mídia, que representam os mais diversos setores da gastronomia no estado, enviaram sugestões visando à elaboração do documento.

As sugestões foram consolidadas em documento único, representando os compromissos do setor com ações concretas que contribuirão para o cumprimento dos Objetivos. Foram escolhidas três metas prioritárias para cada um dos 17 ODS – no total de 51 compromissos – dentro da perspectiva das possíveis contribuições do setor gastronômico para a sustentabilidade do planeta.

Dinâmica do Pacto

Cada ODS tem um guardião e vários apoiadores. Guardião é pessoa ou instituição, membro da Frente, responsável por atuar como facilitador no cumprimento das metas, principalmente com ações de informação, conscientização e divulgação. Órgãos públicos, entidades de classe, pesquisadores e restaurantes, entre outros, figuram entre os 17 guardiões. Os apoiadores, membros ou não da FGM, auxiliarão o guardião em suas tarefas. O Pacto pela Sustentabilidade está em processo público de adesão, quando os interessados poderão se cadastrar como apoiadores. A FGM manterá registro das atividades dos guardiões, sistematizando-as em documento que será futuramente entregue a autoridades estaduais e nacionais e a representantes da ONU no Brasil, como contribuição do setor gastronômico mineiro para a implementação dos ODS.