Pequenos empreendedores abrem mercadinhos charmosos e com diversidade

O nome pode variar: armazém, quitanda, empório. Mas a ideia é a mesma: estabelecimentos com uma oferta grande, ainda que em pequena quantidade, de produtos artesanais bastante selecionados. De uma maneira geral, eles vêm de pequenos produtores, que trabalham no esquema da agricultura familiar. É o mercado fora do mercado.